Posts Marcados Com: eternidade

Heresias em forma de piadinhas!

caveira erro

       Um cristão pode fazer “piadinhas”? Pode rir de piadinhas? A resposta pode parecer óbvia, mas não é tão simples…A melhor resposta seria um “DEPENDE”.Depende da piadinha, depende da hora, depende da intenção do coração!O livro dos Salmos tem um ótimo exemplo de riso, riso com motivações puras, não um riso tolo. Quando lemos o Salmo 126.2, encontramos as seguintes palavras: “…Então, a nossa boca se encheu de RISO, e a nossa língua, de júbilo; então, entre as nações se dizia: Grandes cousas o Senhor tem feito por eles”. O riso é citado no Salmo, não como um pecado, mas como consequência do agir de Deus. É preciso lembrar que já tivemos e temos filosofias que defendem que o homem deve abandonar todo o tipo de prazer carnal, entre eles o RISO. O melhor exemplo sobre o assunto pode ser encontrado no filme “O nome da rosa”.

       E a piadinha da imagem acima? É engraçada, causa riso? Mesmo que ela contenha erros ortográficos é possível entender o que o autor quer dizer! A pessoa inventou a piadinha e postou na net e logo a mesma roda o mundo, quem sabe gerando muitos risos! A imagem questionadora diz: “Para que você se preocupar em ser magra, pois tera a eternidade para ser só ossos (in sic)…Já vi no face uma outra imagem, mais engraçada e com uma ortografia mais correta, no entanto, já percebeu que tais  imagens criam teologia? Que ela acaba transmitindo pensamentos teológicos e influenciando pessoas?

       Vamos refletir  um pouco: O autor da piadinha quer nos dizer que não devemos nos preocupar com o nosso “peso”, principalmente  aqueles que lutam contra a balança, uma batalha contra a obesidade. Para ele, há uma “eternidade” para “SER SÓ OSSOS”! Já perceberam a grande HERESIA por detrás da piadinha? Oras, se seremos “só ossos” por toda a eternidade, então não haverá RESSURREIÇÃO! A piadinha transmite uma ideia de que a morte é a última coisa,  e que depois não há mais nada, que o corpo “se foi”, não podendo voltar a viver numa futura ressurreição.

       Mas qual é o problema? O problema é grande e sério, pois faz do nosso Senhor Jesus um mentiroso. O Senhor nos prometeu que um dia ressuscitará todas as pessoas que estiverem mortas, tanto justos como injustos (João 2.28,29). Muito mais do que isso, o Deus Emanuel nos promete vida eterna pós ressurreição, e vida eterna não apenas em ossos, mas em corpos ressuscitados!

       Além do Senhor Jesus, encontramos Paulo combatendo justamente a ideia de que não haverá ressurreição de mortos ( I Coríntios 15.12). Os hereges daquela época afirmação exatamente o que a “piadinha” acima afirma. QUE SEREMOS OSSOS POR TODA A ETERNIDADE. Tal  pensamento não deve ser motivo de riso, mas de lamento, pois o apóstolo Paulo liga o fato da negação da ressurreição com a INFELICIDADE ( I Coríntios 15.19). Por quê? As pessoas acabam vivendo sem nenhuma esperança, olham para a vida com um fim em si mesma. Desta forma, como poderiam enfrentar o MAL existente no mundo, quando não tem mais esperança numa vida futura? Como encaram a própria morte? Como encaram a separação dos entes queridos? O fim da comunhão? O desespero da solidão? A dor do corpo?

       São tantas coisas, mas por hora, vamos parar por aqui, lembrando que podemos “rir” sim, todavia, que seja um riso medido pelo bom senso.

(E.P.P)

Categorias: Apologética, Reflexões | Tags: , | Deixe um comentário

Sermão de domingo – 19/01/2014

Vida eterna (1)

Categorias: Sermões | Tags: , , | Deixe um comentário

João 10.9

João 10.9

Categorias: Frases, Reflexões | Tags: , , | Deixe um comentário

Trecho de um sermão de Jonathan Edwards

     …Fomos feitos para o céu.A vida nesta terra é meramente uma preparação para a eternidade.Aqui, à medida que crescemos na luz divina e no conhecimento cristão, avançamos em santidade, conquistando mais e mais um gostinho, daquela festa eterna de alegria e glória que nos espera no reino celestial. Tal visão da vida de fé pode nos ajudar a lidar adequadamente com a morte – de nossos amados no Senhor, bem como da nossa. Devemos ver toda a nossa vida como uma jornada em direção ao céu, e não carregar muita bagagem deste mundo enquanto caminhamos em direção ao próximo. Deste modo, seremos capazes de manter nossos olhos em nosso destino, nos dedicando diariamente à tarefa de nos preparar para viver com o Senhor eternamente…

Categorias: Reflexões | Tags: , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.