Posts Marcados Com: testemunho

Sobre a história da igreja e a teologia…

mais_que_carpinteiro_G

       Há um livro pequeno, mas muito bom, chamado “Mais que um Carpinteiro”, livro que vale a pena ler e ter! Tal pequena grande obra traz em seu foco “QUEM SERIA JESUS”? Suas poucas, mas bem trabalhadas páginas trazem uma leitura extremamente agradável e reflexiva, fazendo com que o leitor tenha gosto pela leitura. Em certa parte do livro o autor escreve:

        O teísmo ensina que Deus é uma Pessoa e que o universo foi planejado e criado por ele. E, atualmente, Deus o governa e o sustenta. O teísmo cristão acrescenta uma nota à definição enunciada: “… e se manifestou em carne, na presença de Jesus de Nazaré”. 

       Jesus Cristo, o Messias prometido, sacerdote e rei, é Deus. Leia João 1.4 – subsistência própria; Mateus 28.20; 18.20 – é onipresente: João 4.16; 6.64; Mateus 17.22-27 – é onisciente; Apocalipse 1.8; Lucas 4.39-55; 7.14,15; Mateus 8.26.27 – é onipotente e possui a vida eterna ( I João 5.11,12; Jo 1.4)

       Por causa de seu testemunho acerca da ressurreição de Cristo e sua crença nele como filho de Deus, doze homens foram torturados e flagelados , e por fim tiveram que enfrentar a morte por métodos de execução, os mais cruéis então conhecidos:

       1 – Pedro – crucificado

       2 – André – crucificado

       3 – Mateus – morto pela espada

       4 – João – morte natural

       5 – Tiago, filho de Alfeu – crucificado 

       6 – Filipe – crucificado

       7 – Simão o zelote – crucificado

       8 – Tadeu – morto a flechadas

       9 – Tiago, irmão de Jesus – apedrejado

       10 – Tomé – traspassado por uma espada

       11 – Bartolomeu – crucificado

       12 – Tiago, filho de Zebedeu – morto pela  espada.

     

        Logo após mencionar como os apóstolos morreram o autor pergunta: Quem morreria por uma mentira?

       Vale alertar aos leitores que os autores  ( Josh McDowell  e Sean McDowell) baseiam-se quase que totalmente na tradição cristã para afirmar como os apóstolos morreram, pois existem variações, como no caso do apóstolo João. O único apóstolo que a Bíblia menciona o modo como morreu é Tiago, filho de Zebedeu ( Atos 12.1,2). Outra curiosidade é que Matias, o substituto de Judas (Atos 1.15-26), não aparece na lista, mas sim, Tiago, irmão de Jesus. O último mencionado não crê no Senhor Jesus até a ressurreição, somente após a mesma (João 7.5 – Gálatas 1.18,19). Então é bom deixar claro que ele não fazia parte da lista dos 12 primeiros apóstolos.

       Fazer parte da igreja de hoje é conhecer a história de ontem!

       SOLI DEO GLORIA

Anúncios
Categorias: Apologética, Confira, Missiologia | Tags: , , , | 1 Comentário

Cristianismo nos primeiros séculos

Cristãos dos primeiros

Categorias: Confira | Tags: , , , | Deixe um comentário

Áudio do sermão do dia 25/08/2013

Categorias: Sermões, Vídeos | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Frase de Spurgeon (7)

Categorias: Frases | Tags: , , | Deixe um comentário

A Coréia do Norte é o país onde há a maior perseguição aos cristãos.

      A Constituição prevê a “liberdade religiosa”, no entanto, na prática, o governo restringe severamente qualquer atividade religiosa, exceto o que possa ser supervisionado rigorosamente por grupos reconhecidos oficialmente, ligados ao governo. Uma autêntica liberdade religiosa não existe, apenas igrejas rigorosamente controladas pelo governo. As igrejas que existem na cidade hoje são basicamente “igrejas de fachada”, servindo à propaganda política sobre a liberdade religiosa no país. Quase todos os cristãos na Coreia do Norte pertencem a igrejas não-registradas e clandestinas. O culto deles se constitui de um encontro “casual” de dois ou três deles, em algum lugar público. Lá eles oram discretamente e trocam algumas palavras de encorajamento.

     A perseguição aos cristãos foi intensa durante o período de dominação japonesa, especialmente devido à pressão exercida pelos dominadores para a adoção do xintoísmo como religião nacional. Desde a instalação do regime comunista, a perseguição tem assumido várias formas. Inicialmente os cristãos que lutavam por liberdade política foram reprimidos. Depois, o governo tentou obter o apoio cristão ao regime, mas como não teve êxito em sua tentativa, acabou por iniciar um esforço sistemático para exterminar o cristianismo do país. Edifícios onde funcionavam igrejas foram confiscados e líderes cristãos receberam voz de prisão. Ao ser derrotados na Guerra da Coreia, soldados norte-coreanos em retirada frequentemente massacravam cristãos com a finalidade de impedir sua libertação.

     O Estado não hesita em torturar e matar qualquer um que possua uma Bíblia, quer esteja envolvido no ministério cristão, organize reuniões ilegais, quer tenha contato com outros cristãos (na China, por exemplo). Os cristãos que sobrevivem às torturas são enviados aos campos de concentração. Lá, as pessoas recebem diariamente alguns gramas de comida de má qualidade para sustentar o corpo, que deve trabalhar 18 horas por dia. A menos que aconteça um milagre, ninguém sai desses gigantes campos com vida.

     Desde o final do século XIX, cerca de cem mil norte-coreanos mantêm a fé cristã clandestinamente, segundo cálculos da Newsweek. Até mesmo Kim Il-Sung, o primeiro ditador da Coreia do Norte, falecido recentemente, veio de uma família cristã devota.

     De acordo com missionários, os cristãos norte-coreanos mantêm suas Bíblias enterradas nos quintais, embrulhadas em plásticos. Alguns pastores na China oram por doentes e pregam através de interurbanos feitos por telefone celular, segundo a reportagem. Tudo isso num intervalo de tempo que vai de cinco a dez minutos. Os “cultos telefônicos” têm de ser rápidos e muitas vezes são interrompidos bruscamente, porque a Coreia do Norte usa rastreadores para localizar os telefones. Após a morte de Kim Jong-Il em dezembro de 2011 a pressão do governo sobre os cristãos tem aumentado cada vez mais.

 

-Portas Abertas-

http://www.portasabertas.org.br/cristaosperseguidos/perfil/coreiadonorte/

Categorias: Diversos | Tags: , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.