Como Deus pode ser bom, permitindo que crianças nasçam defeituosas?

cadeira de rodas

 

       Sei que a pergunta é bem provocativa, ainda mais porque há crianças envolvidas  no assunto! E sempre quando há crianças envolvidas, sentimo-nos mais emotivos, diferentemente de adultos. Talvez você esteja lendo justamente por isso, para saber que “resposta” vai ser dada a esta pergunta polêmica e emotiva. Quem sabe alguma bobagem seja falada? Talvez é sempre uma possibilidade,  mas leia até o final. Procurarei ser primeiramente bíblico, fundamentando todos os argumentos nas Sagradas Escrituras, em segundo lugar, coerente, pois Bíblia, sem coerência é sempre suspeito. Vamos lá…

       Você sabia que muitas crianças nasceram defeituosas em consequência das bombas atômicas lançadas em Hiroshima e Nagasaki em 6 e 9 de Agosto de 1945? Alguns mencionam que o efeito da radiação dura até hoje. Quando descobrimos isso, perguntamos: “Como Deus pode ser bom, permitindo tal coisa”? E as crianças siamesas? Há casos sem possibilidade de separação, pois as duas crianças poderiam morrer, então, elas precisam viver toda a vida unidas, e as vezes; sem possibilidade de andar. Que Deus seria esse, permitindo tal tristeza? Novamente escutamos a pergunta: “Como Deus pode ser bom, permitindo tal coisa”? Uma vez li um escrito de um ateu que dizia não crer em Deus por esta razão, pois como poderia crer num ser que faz tal coisa! Mas Deus tem alguma coisa a ver com isso? Será que Ele ordena nascimentos como esses?

       É engraçado, pois quando uma criança nasce “perfeita” as pessoas agradecem a Deus e dizem que Ele foi bondoso pela perfeição da criança. A lógica das pessoas é estranha, pois quando a criança não nasce perfeita, Deus deixou de ser bondoso? Quer dizer que a bondade de Deus é medida pela finitude da vida, ou seja, 80, 90 anos? Como poderíamos explicar o problema das criancinhas e a bondade de Deus? O pensamento espírita tem uma explicação para o problema dos corpos defeituosos…Dizem eles que a defeituosidade é consequência da “vida sem bondade” na outra vida, ou seja, se você foi bem terrível na outra vida, nessa você acaba nascendo defeituoso para “pagar” os erros da outra vida. Nessa lógica,  Hitler, Stalin e Mussolini,  deveriam reencarnar como crianças defeituosas. Mas a Bíblia, Palavra de Deus, diz que os homens vivem apenas uma só vez, não há reencarnação (Hebreus 9.27). Logo, o argumento espírita vai para o espaço e o problema continua!

       Existe algum texto que possa lançar luz no problema? Sim, há sem dúvida, e com muitíssima clareza do próprio Deus, pois é um texto que registra a própria voz do Senhor, quando Moisés argumentou com Deus, que não poderia ir ao Egito, pois era pesado de língua, como muitos entendem, “gago”. Deus então responde com as seguintes palavras:

“Respondeu-lhe o Senhor: Quem fez a boca do homem? Ou quem faz o mudo ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, o Senhor? (Êxodo 4.11)

       Não sou eu, o Senhor? Assim Deus disse, foi claro no assunto, então por que devemos tentar justificar Deus se Ele mesmo assume a soberania sobre o nascimento de crianças defeituosas? Porém, o problema continua, como podemos adorar um Deus que faz as crianças nascerem defeituosas e Ele mesmo assume isso.

       A resposta está em Cristo, pois a bondade e perfeição de Deus são refletidas por seu Filho! Deus faz o cego nascer, mas é o mesmo Deus, na pessoa do Filho é quem tem poder para curar o cego, restaurando-lhe a visão, para a glória de Deus Pai (Salmo 146.8 – João 9.1-4 – Marcos 10.46-52). Deus é quem faz o mudo e o surdo, mas é o mesmo Deus que enviou seu Filho para demonstrar que tem poder para restaurar a fala e audição daqueles que nele creem ( Marcos 7.37). Vejam qual é a razão das pessoas estarem maravilhadas neste texto (Marcos 7.37). A bondade de Jesus foi tamanha que as vezes curou pessoas que até mesmo não creram nele como Senhor…

       Talvez você diga: “Mas meu filho não foi curado!” Sim, talvez seu filho nunca seja curado, pois nem todos os homens de Deus foram curados, alguns morreram com seus problemas!!! Todavia a fé cristã crê que Jesus deu um pequena demonstração do que irá fazer quando vier para restaurar todas as coisas ( Romanos 8.18-25). Nossa esperança não se limita a 80 ou 90 anos, nossa esperança é num Deus que irá dar-nos vida eterna em Cristo, que nos fará ressuscitar com corpos perfeitos, para vivermos por toda a eternidade com corpos perfeitos, sem mais nenhum defeito! A esperança cristã não é uma esperança na finitude do homem, a esperança cristã está alicerçada na eternidade de Deus ( I Coríntios 15.19).

       Cremos que um dia nosso Senhor há de ressuscitar todos, mas principalmente aqueles que nele creram e confiaram que Ele tem  a solução para todos os problemas que enfrentamos por causa do pecado, inclusive a “deformidade do corpo”. Cremos que nosso Senhor fará que nossos corpos ressuscitem a semelhança do corpo de Adão e Eva, e que problemas físicos eles tinham? Nenhum, pois foram criados pelo Deus perfeito, Deus em quem não há nenhuma deformidade, mas perfeição! Por isso, toda a glória e honra sejam dadas ao Senhor, soberano sobre todos os nascimentos e acontecimentos…Nele esperamos, Nele confiamos!

( E.P.P 04/02/2016)

Anúncios
Categorias: Apologética, Reflexões | Tags: , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe seu comentário ou sua pergunta / resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.