Sobre a história da igreja e a teologia…

mais_que_carpinteiro_G

       Há um livro pequeno, mas muito bom, chamado “Mais que um Carpinteiro”, livro que vale a pena ler e ter! Tal pequena grande obra traz em seu foco “QUEM SERIA JESUS”? Suas poucas, mas bem trabalhadas páginas trazem uma leitura extremamente agradável e reflexiva, fazendo com que o leitor tenha gosto pela leitura. Em certa parte do livro o autor escreve:

        O teísmo ensina que Deus é uma Pessoa e que o universo foi planejado e criado por ele. E, atualmente, Deus o governa e o sustenta. O teísmo cristão acrescenta uma nota à definição enunciada: “… e se manifestou em carne, na presença de Jesus de Nazaré”. 

       Jesus Cristo, o Messias prometido, sacerdote e rei, é Deus. Leia João 1.4 – subsistência própria; Mateus 28.20; 18.20 – é onipresente: João 4.16; 6.64; Mateus 17.22-27 – é onisciente; Apocalipse 1.8; Lucas 4.39-55; 7.14,15; Mateus 8.26.27 – é onipotente e possui a vida eterna ( I João 5.11,12; Jo 1.4)

       Por causa de seu testemunho acerca da ressurreição de Cristo e sua crença nele como filho de Deus, doze homens foram torturados e flagelados , e por fim tiveram que enfrentar a morte por métodos de execução, os mais cruéis então conhecidos:

       1 – Pedro – crucificado

       2 – André – crucificado

       3 – Mateus – morto pela espada

       4 – João – morte natural

       5 – Tiago, filho de Alfeu – crucificado 

       6 – Filipe – crucificado

       7 – Simão o zelote – crucificado

       8 – Tadeu – morto a flechadas

       9 – Tiago, irmão de Jesus – apedrejado

       10 – Tomé – traspassado por uma espada

       11 – Bartolomeu – crucificado

       12 – Tiago, filho de Zebedeu – morto pela  espada.

     

        Logo após mencionar como os apóstolos morreram o autor pergunta: Quem morreria por uma mentira?

       Vale alertar aos leitores que os autores  ( Josh McDowell  e Sean McDowell) baseiam-se quase que totalmente na tradição cristã para afirmar como os apóstolos morreram, pois existem variações, como no caso do apóstolo João. O único apóstolo que a Bíblia menciona o modo como morreu é Tiago, filho de Zebedeu ( Atos 12.1,2). Outra curiosidade é que Matias, o substituto de Judas (Atos 1.15-26), não aparece na lista, mas sim, Tiago, irmão de Jesus. O último mencionado não crê no Senhor Jesus até a ressurreição, somente após a mesma (João 7.5 – Gálatas 1.18,19). Então é bom deixar claro que ele não fazia parte da lista dos 12 primeiros apóstolos.

       Fazer parte da igreja de hoje é conhecer a história de ontem!

       SOLI DEO GLORIA

Anúncios
Categorias: Apologética, Confira, Missiologia | Tags: , , , | 1 Comentário

Navegação de Posts

Uma opinião sobre “Sobre a história da igreja e a teologia…

  1. Mayara Ribeiro

    Ótimo texto.

Deixe seu comentário ou sua pergunta / resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.