A luta contra o pecado!

   Nunca devemos pensar que a graça, maravilhosa como ela é, nos permite pecar ou nos encoraje a continuar pecando…”Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que seja a graça mais abundante? De modo nenhum. Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos?”(Romanos 6.1-2)

     Esta é a razão por que o final da história de Jesus e da mulher adúltera é tão importante, embora seja frequentemente esquecido. Tendo-a perdoado, Jesus, Acrescentou: “Vá e não peques mais”. Isso sempre se segue ao perdão…Se somos salvos, devemos parar de pecar.

      Ao mesmo tempo, podemos ser gratos a Jesus por ter falado como falou. Pois percebemos que ele não disse: “Não pequeis mais, e eu não a condenarei”. Se ele tivesse dito isso, que esperança poderia haver? O nosso problema é exatamente que pecamos. O perdão poderia não existir, se ele fosse baseado em pararmos de pecar. Em vez disso, Jesus realmente falou na ordem inversa. Primeiro, ele deu livremente o perdão, sem nenhum ligação concebível com o nosso desempenho. O perdão é dado somente pelo mérito da sua morte expiatória. Mas, então, tendo-nos perdoado livremente, Jesus nos diz com igual força para pararmos de pecar.

James M. Boice

Anúncios
Categorias: Reflexões | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe seu comentário ou sua pergunta / resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.